Publicado por: horusviana | 08/06/2008

A freira e o terço macumbado-parte 2

Então veio o dia seguinte:

Fomos eu e minha madrasta a uma farmácia ali perto. Qual não foi a minha surpresa ao ver uma freira no caixa, cheia dos cartões. Daí eu disse “Vo perguntar a ela”. Drasta disse “Você é doido” e eu disse “Eu tenho blogs pra sustentar”. E fui: “Senhora,…” “a senhora perdeu um terço bem grande, com um medalhão assim assado na ponta… ???” “Perdi meu filho, você achou?” “Achei sim, se a senhora quiser pode passar lá na minha casa” “Avenida Paulista 460 (mentira gente, é só pro caso de meus sequestradores relâmpago tentarem se vingar)” “Aonde???” “Logo aqui, quase em frente ao supermercado, etc etc”

“Cara de pau!!!! não é ela não!!!!”, minha madrasta, como coisa que conhece muita freira ou muito “A” freira.

“Pelo menos ou eu vou pro céu pela caridade do dia ou eu me livro da macumbaria. Mas eu sabia que ia dar história… vamo pra casa logo que eu inda preciso tirar foto”

E não era que a coisa tava com quebranto mesmo??? Presta atenção: arrumei o troço bonitiho, tirei uma foto e saiu borrada e apaguei. Tirei oura, ficou ruim e apaguei também. Na terceira a pilha acabou. Tirei pilha (do *) de todos os lugares pra tirar a foto e nada funcionou, nem as do controle remoto, que no controle funcionava.

Não demorou e a irmã estava lá batendo palma no portão, com as maozinhas pra dentro do gradil tadinha, mas a foto seria boa. Se tivesse câmera. Mas se não tinha a imagem, ao menos as mil palavras. Vamos bater um papo:

“Está aqui senhora” “Ah, meus filhos, muito obrigada, olha, rezei TANTO pra achar esse terço, rezei pra Santo Antônio, São Pedro, Santo Afonso, Santo Agostinho, São Bento, (São Nunca), etc etc” Foi tanto santo, mas eu foquei nos últimos: ai se não fosse das Ordens pra lembrar que tem um Santo Afonso. Me diz, quem é que reza pra Santo Agostinho??? “A senhora só me esclarece uma coisa, de quem é esta efígie aqui na frente?” “É de Santo Afonso. É que eu sou redentorista, etc, etc… aqui atrás estão os intrumentos da Paixão do Senhor. Ele tá rebentadinho assim porque tá velhindo, o arame tá fraco, esses dias eu tirei O DIABO do cinto que prende aqui na cintura e ele deve ter caído.”

Fiz um OH, olhei pra cara da minha madrasta e a freira continuava. Mas tarde discutimos se foi diabo mesmo que a gente ouviu. só foi; Não foi nem diacho, pra aliviar, foi diabo, mesmo, tipo, a freira tava carregando o diabo no corpo. Gruda gruda na cintura da muleca…

O restante parou por aí. A freira agradeceu, contou mais algumas de sua vida de freira, como, ela não é de claustro e vive numa casa, no mundo; soltou mais algumas de suas jaculatórias pra Santo Afonso, etc, etc. faltou saber se era de família, mas aí chegou uma tal de Lurdinha (Lurdinha ela se apresentou no telefone, mas tete- a-tete era LOOOOOOUUUUURRDES com o peso próprio do nome, ou alguém já viu uma Dona Looouuurdes ser uma coroa enxuta? ) e a Loouuurdinha acabou a nossa graça.

Minutos depois a câmera voltou a funcionar, mas como eu previa, eu apaguei o menor vestígio. Voltou a funcionar com as mesmas pilhas…

Pensando no melô da freira com o diabo na ponta da língua, e navegando por aí, encontrei esta maravilha aqui: INRI Cristo, ou melhor,  suas vedetes cantam uma (in)versão de Umbrella (Rihanna). Faltou alguns efeitos especiais, mas a gente não é Tomé. Já basta de marketing a repercussão no site mais famoso de vídeos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: